fbpx

Geral

CPI dos combustíveis volta as atenções para as distribuidoras e devem apresentar resultados no mês de Agosto

Dep. Joana Darc
Escrito por Dep. Joana Darc em 03/07/2019
CPI dos combustíveis volta as atenções para as distribuidoras e devem apresentar resultados no mês de Agosto

De acordo com a comissão as distribuidoras não repassam a redução dos preços das refinarias para os postos

Nesta quarta-feira (03) a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos combustíveis da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), apresentou novos dados da CPI, e também os próximos passos da investigação durante coletiva de imprensa.  Participaram da coletiva a presidente da CPI dos combustíveis, deputada estadual Joana Darc (PL), o vice-presidente da CPI, deputado Fausto Júnior, e a relatora, deputada Alessandra Campelo (MDB).

Após intensificação das fiscalizações em postos de gasolina da capital e interior, coleta de depoimentos de pessoas relacionadas à postos, distribuidoras e refinarias, e análises documentais a comissão direciona as investigações para as Distribuidoras de combustível do estado. “Após a intensificação das investigações e oitivas que estão sendo realizadas pela comissão, estamos direcionando a linha de investigação da CPI às distribuidoras, pois percebe-se que mesmo com a redução dos preços nas refinarias o valor acaba não sendo repassado aos postos de combustíveis, o que nos leva acreditar que o possível alinhamento está acontecendo entre as distribuidoras”, informou a deputada.

De acordo com Joana Darc, a comissão está estudando alternativas e elaborando proposituras para que possam combater o alinhamento de preços no Amazonas e o resultado deverá ser apresentado até o final do mês de Agosto. “Estamos trabalhando em paralelo as oitivas,  o relatório da CPI que deverá ser apresentado no mês de agosto. Agora em julho, aproveitando o recesso do plenário, vamos intensificar as ações que ainda estão em andamento e também trabalhar a montagem do relatório que será apresentado à população e também às autoridades cabíveis para que as devidas providências sejam tomadas”, explicou a deputada.

A deputada reforçou ainda o apoio e parceria dos órgãos de fiscalização do estado em  todas as investigações in loco realizadas pela CPI dos combustíveis, como Procon Amazonas, Instituto de Pesos e Medidas do Amazonas (IPEM-AM).

A relatora da CPI, deputada Alessandra Campelo, informou que antes da conclusão do relatório final, a comissão ainda irá se reunir nas próximas semanas com órgãos que estão auxiliando nas investigações em Brasília. “Estamos tendo todo o suporte de órgãos de Brasília nas investigações. A ANP (Agência Nacional do Petróleo), está conosco desde o início, e também já temos reuniões agendadas com o CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) em Brasília para as próximas semanas”, destacou a deputada.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *