fbpx

Geral

Em visita ao REUSA, Joana Darc ouve demandas do programa socioambiental que funciona às margens de um igarapé

Dep. Joana Darc
Escrito por Dep. Joana Darc em 21/01/2020
Em visita ao REUSA, Joana Darc ouve demandas do programa socioambiental que funciona às margens de um igarapé

Visando ajudar projetos que contribuem para a preservação do meio ambiente, a presidente da Comissão de Meio Ambiente, Proteção aos Animais e Desenvolvimento Sustentável (Caama), deputada estadual Joana Darc (PL), foi conhecer nesta terça-feira (21) o Programa de Restauração Ecológica e Urbanização Sustentável na Amazônia (Reusa), projeto que desenvolve atividades socioambientais com moradores do rip-rap do Igarapé Grande, localizado próximo na rua São Vicente de Paula, bairro Redenção, zona centro-oeste de Manaus. 

Na oportunidade, a parlamentar pode ouvir as demandas da comunidade e conhecer de perto o trabalho das mulheres e jovens que atuam no programa. “Estou encantada em conhecer o trabalho dessas pessoas que se dedicam todos os dias em encontrar soluções sustentáveis para ajudar as famílias que moram no rip-rap. Ouvi as demandas da comunidade e estou me comprometendo em ajudar no crescimento do projeto e as necessidades que a comunidade precisa para resolver alguns problemas básicos como a coleta de lixo do local, e demandas de cursos e oficinas para qualificação de jovens e adultos”, declarou a parlamentar.

A deputada também visitou as áreas ao redor da sede, e ainda contribuiu por meio da comissão de meio ambiente com a doação de materiais recicláveis como banners, garrafas de plástico e de vidro para que o material seja reaproveitado pelas artesãs do projeto que atende mais de 400 famílias que moram no local.

Sobre o Programa

O Reusa tem como objetivo desenvolver soluções de baixo custo para a restauração ecológica e urbanização sustentável para comunidades urbanas de alta vulnerabilidade socioambiental e econômica na Amazônia. O programa é dividido em quatro projetos: restauração ecológica, educação ambiental, urbanismo sustentável, fortalecimento do associativismo, geração de renda e saúde pública, que são desenvolvidos de forma colaborativa. O projeto conta com ajuda de colaboradores voluntários e entidades parceiras como a Fundação Amazonas Sustentável entre outras.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *