fbpx

Geral

Deputada Joana Darc solicita ao DNIT a construção de Portos em Comunidades de Autazes

Assessoria JD
Escrito por Assessoria JD em 08/11/2021
Deputada Joana Darc solicita ao DNIT a construção de Portos em Comunidades de Autazes
População das comunidades de Autazes pede ajuda da deputada Joana Darc para a construção de Portos nas localidades.

O pedido é para atender as comunidades do Rosarinho e Vila do Urucurituba em Autazes

Após ouvir os moradores das comunidades Rosarinho e Vila Urucurituba, no município de Autazes (a 108 km de Manaus), a deputada Joana Darc (PL), solicitou ao Superintendente Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), senhor Afonso Luiz Costa Lins Júnior; estudo para a possibilidade de construção de portos nas comunidades locais.

De acordo com Joana, a construção dos portos nas referidas comunidades promoverá o desenvolvimento socioeconômico tanto do local, como dos moradores. “Os portos cruciais para o crescimento e desenvolvimento social e econômico de um lugar, sendo urgente para a população dessas comunidades”, destacou Joana.

Joana Darc destacou ainda que esse é um desejo antigo dos moradores das comunidades e pontuou que a Comunidade Rosarinho, por exemplo, há muito tempo vem enfrentando sérias dificuldades no que diz respeito a atracação de embarcação e deslocamento de pessoas e produtos, tendo acesso somente por meio terrestre.

“O porto é um anseio dos moradores das Comunidades do Rosarinho, bem como dos moradores da Vila Urucurituba, os quais não têm local adequado para o embarque de passageiros, escoamento de produtos agrícolas, estivas e, inclusive, veículos”, pontuou.

Comunidade Sampaio

Buscando melhorias para a população da Comunidade Sampaio, em Autazes, a deputada Joana Darc solicitou aos diretores-presidentes das concessionárias de telefonia e internet móvel: Vivo, Tim e Claro; a implementação de torre de internet, bem como de telefonia móvel na comunidade.

Joana Darc defende que a comunicação é um dos fatores de grande importância para uma sociedade. “É um serviço essencial e que deve ser entregue a toda população. Sendo um serviço digno e de qualidade”, disse.

A deputada acrescenta ainda os prejuízos causados pela falta dos serviços na comunidade. “Nessa comunidade, reside um número grande de famílias que estão sendo prejudicados pela falta do sinal de internet, bem como de telefonia móvel; o que tem deixado essas pessoas isoladas, no que diz respeito, aos serviços de telecomunicação”, justificou a parlamentar.

Foto: Fábio Romão

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *