fbpx

Geral

Falta de energia na comunidade Nossa Senhora de Fátima é denunciada pela deputada Joana Darc

Assessoria JD
Escrito por Assessoria JD em 16/11/2021
Falta de energia na comunidade Nossa Senhora de Fátima é denunciada pela deputada Joana Darc
Falta de Energia: Moradores da Comunidade Nossa Senhora de Fátima sofrem prejuízos pela má prestação dos serviços.

Durante o grande expediente nesta terça-feira (16), a deputada Joana Darc (PL), denunciou os prejuízos causados por falta de energia elétrica, na comunidade Nossa Senhora de Fátima, Zona Rural de Manaus.  https://informemanaus.com/2021/joana-darc-atende-demandas-da-comunidade-nossa-senhora-de-fatima/

Joana recebeu as informações de interrupção dos serviços, pelo presidente da Associação dos Moradores da Comunidade, Sr. José Iran, que destacou as quedas de energia diariamente, bem como, os prejuízos acumulados pelos moradores.

“Eu recebi uma mensagem do presidente da Associação dos Moradores da Comunidade Nossa Senhora de Fátima, meu amigo José Iran. Bem como, de vários moradores, de que todos os dias e em vários momentos, a energia fica oscilando. Vai e volta e isso tem prejudicado os moradores dessa comunidade”, disse.

Má prestação dos serviços é corriqueira

A parlamentar destacou ainda que a falta de energia elétrica é corriqueira na cidade de Manaus, assim como no interior do Amazonas. Joana cobra a responsabilidade das concessionárias Manaus Energia e Amazonas Energia, pelos danos causados à população.

Ela defendeu também a presença do Líder comunitário da Comunidade Nossa Senhora de Fátima na CPI da Aleam para reforçar o pedido de medidas urgentes e eficazes por parte da concessionária para a resolução desse problema.

“Diante dessa situação, que como todos sabem, não é apenas na comunidades Nossa Senhora de Fátima, mas em vários bairros de Manaus e municípios do Amazonas, quero aqui também, pedir para que o Presidente da Associação seja ouvido pela CPI da Energia desta casa”, pontuou.

A deputada justificou que quanto mais testemunhos tiver, mas fácil de conseguir fazer justiça.

Foto: Fábio Romão

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *