fbpx
“É necessário que possamos avançar com políticas públicas voltadas para as mulheres”, disse Joana Darc (PL), durante UNALE.

Geral

“É necessário que possamos avançar com políticas públicas voltadas para as mulheres”, disse Joana Darc (PL), durante UNALE.

Dep. Joana Darc
Escrito por Dep. Joana Darc em 13/06/2019

O evento reuniu deputados,vereadores e sociedade em geral na Aleam para debater temas como Violência contra a mulher, Segurança pública e Suicídio e Automutilação

A deputada estadual Joana Darc (PL), participou na manhã desta quinta-feira (13), do Seminário Nacional de Promoção e Defesa da Cidadania realizado pela União Nacional de Legisladores e Legislativos Estaduais (UNALE), na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

O evento foi divido em três grupos temáticos de trabalho, Suicídio e Automutilação, Segurança Pública e Violência contra a Mulher.

No Grupo de trabalho(GT)que discutiu políticas voltadas para o combate da violência contra a mulher, Joana Darc afirmou que as mulheres precisam se unir cada vez mais, para juntas construírem políticas públicas voltadas para defesa da mulher. “Discutimos aqui os problemas que cercam o dia a dia da mulher e reunimos ideias que vão combater à violência contra todas as mulheres do nosso país. Vamos  finalizar este  evento, com ideias relevantes, eficazes e propositivas”, explicou a deputada.

Uma das propostas apresentadas pela deputada durante o GT foi que, crianças e adolescentes sejam educados desde cedo sobre as lei Maria da Penha e do Feminicídio,  ajudando assim na conscientização e prevenção da violência contra mulher no futuro.
“ Eu vejo que precisamos avançar muito em uma educação efetiva, iniciando com as crianças e adolescentes, para que no futuro possamos ver essa mudança nas estatísticas”, enfatizou Joana Darc.

Outros indicativos também foram elaborados durante o GT  para serem apresentados. Um deles foi uma indicação para obrigação de treinamento e qualificação para agentes que trabalham nas delegacias, com o objetivo de tornar mais assertivos os registros das ocorrências relacionadas à violência contra mulher e feminicídio, e ainda o aumento de agentes do sexo feminino para atender as denúncias nas delegacias da Mulher. Este último é um projeto de lei que já está em tramitação na Assembleia Legislativa do Amazonas de autoria da deputada Joana Darc. 
 
O evento foi mediado pela deputada estadual Alessandra Campêlo, e contou a participação também de autoridades de órgãos, comissões e instituições voltados à mulher como a delegada Débora Mafra, da Delegacia Estadual da Mulher, a desembargadora Eva Evangelista do Tribunal de Justiça do Amazonas, Deputada estadual de Minas Gerais, Celise Laviola, a diretora do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, Marisa Romão, a Coordenadora Estadual de Políticas Públicas para Mulheres do Acre, Dra. Isnailda de Souza, e a Defensora Pública,  Pollyana Gabrielle Vieira.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *